terça-feira, setembro 02, 2008


demorou, demorou e demorou mas as lágrimas voltaram a cair, e assim, a cidade amanheceu molhada com cheiro húmido da terra encarnada e previsões de que de hoje em diante algumas coisas ruins estão de regresso.

olhei lá bem do longe e vi-lhe descer em linha fina até tocar o asfalto que sentia o alivio de só assim sentir-se limpo.

abracei, beijei, brinquei e dancei com ela até matar a saudade que a criança que carrego dentro de mim trazia do tempo em que as barrocas da zona verde eram o meu paraíso.

1 comentário:

Denudado disse...

Algumas coisas ruins estarão de regresso, mas algumas coisas boas também, Salucombo.

No mato, o renascer da natureza com a queda das primeiras chuvas é um acontecimento inolvidável. É uma explosão de vida e de cor que se produz e que enche de esperança os corações. Ainda dizem que nos trópicos só há duas estações, que não há Primavera...