quarta-feira, janeiro 09, 2013

loucuras de café... com chocolate

quando eu estudava a primaria na Escola 4 tinha uma professora chamada ProfessoraRosa que dava aulas de português. as aulas da ProfessoraRosa se bem me lembro, eram as únicas que toda a turma assistia com toda atenção, não porque gostavamos muito do português como disciplina, a verdade é que as aulas da ProfessoraRosa eram simplesmente perfumadas de alegria. a ProfessoraRosa não nos hipnotizava com português, ela nos hipnotizava com alegria. 

a organização da viagem para São Tome e Príncipe, tinha dois itens na lista de prazeres que preparei com bastante atenção, e se não conseguisse realizar de certeza que essa viagem não teria a mesma sensação. 

o Claudio Corallo é italiano de Florença, vive em África desde 1974, primeiro no meio da selva no Congo e depois, devido a guerra abandonou o país no último momento e mudou-se de mãos vazias para São Tome e Príncipe. o Claudio Corallo como o próprio se apresenta não é pasteleiro e não entende nada dessa área, eu sou formado em agronomia, com especialidade em agronomia tropical. assim se apresenta rodeado de turistas que parecem crianças entusiasmadas, num pequeno laboratório que mais a frente nos informou que foi construído propositadamente para ele. quando ele começa a falar é quase impossível não pensar em alguma arrogância porque ele fala muito de si, com particularidade que os elogios que ele menciona na primeira pessoa foram feitos por muitos jornalistas que semana sim, semana não passam pelo pequeno laboratório instalado no quintal da sua casa. a medida que a aula vai decorrendo (aquilo não é uma visita guiada, aquilo é uma aula), os alunos entusiasmados aos poucos vão perdendo a sensação de arrogância que parecem surgir nas suas palavras... na verdade tudo desaparece quando ele afirma as palavras magicas do seu sucesso: muito trabalho e muita dedicação
o Claudio Corallo fala sobre azeite, sobre vinhos, sobre cacau e café, mas para quem vai visitar aquele sonho, mentaliza-se que o tema principal é o chocolate. engano, pessoalmente achei que o tema principal daquela aula é uma espécie de milagre de um homem que fala com uma sabedoria impecável sobre como durante anos e anos trabalhou para aperfeiçoar o cultivo e a fermentação do cacau são tomense até transforma-lo no melhor chocolate do mundo! 

com Claudio Corallo aprendemos coisas que poucos de nós conhecíamos, como por exemplo que o toblerone não é chocolate mas sim um bolo ou que o bom chocolate quente serve-se com água porque se for com leite significa que o chocolate não presta, uma degustação que nos leva a concluir que muitas vezes o que compramos por ai nem sempre é chocolate, algumas fezes é uma mistura de baunilha, muito açúcar e cacau. 
num país com muitas dificuldades como é São Tomé e Príncipe, é um pouco difícil de compreender como foi possível um italiano conseguir o que ninguém mais conseguiu, criar um perfume que se come! a medida em que vamos provando os diferentes tipos que ele nos propõe, uns mais fortes, outros mais amargos, alguns com pouca percentagem de açúcar, outros misturados com café, outros nem doce nem amargos, por instantes, os nossos olhos dizem-nos que o que estamos a comer é chocolate, mas na boca, o paladar confunde-nos com uma mistura de sabores densos que desconhecíamos e que nos leva a feliz conclusão. nunca antes tínhamos provado o verdadeiro sabor de um chocolate 100%, ou como ele faz questão de explicar, aquilo é cacau puro, fermentado sem qualquer adição de açúcar ou outros elementos como a baunilha ou lecitina de soja que aparecem em grande percentagem em produtos que a industria de guloseimas nos vende como chocolate. 

e no final da aula é difícil não concluir que aquela hora e meia que passámos a ouvir aquele homem não foi uma aula sobre chocolate, cacau ou café, aquela hora meia foi de uma aula sobre o sonho de 100% puro de Claudio Corallo!

2 comentários:

N disse...

Já disse que adoro este Blog??
A.D.O.R.O!!! :-)

Em dias como o de hoje, que acordei com aquele pensamento "je ne sais quoi" negativo,deprimente..ler este texto, fez instantaneamente mudar o meu humor...até parece que estou a sentir o cheirinho agradável do chocolate...Merci!

N.

Lwsinha Mc disse...

Realmente o atelier faz-me viajar também, quer seja com os seus textos como no seu portfolio photografico.