quarta-feira, março 05, 2008

...

já me li inúmeras vezes sem conta,
já escrevi-me tantas outras,
ainda assim, interrogo-me quem é este eu que tento descrever.

hoje, ao ler estas palavras da Lis senti-me desorientadamente perdido porque na verdade é um estranho este eu que a anos convive comigo!

2 comentários:

Lis disse...

Olha eu ali! :-)

Estranhos em nós.

maria disse...

Estranho dentro de suas próprias entranhas...é você mesmo o desconhecido absurdamente conhecido por elas.

bye