sexta-feira, dezembro 19, 2008

i and The Queen in São Paulo

a chegada, é inacreditável ver que pela cidade não se sente a presença da rainha!
nunca tinha visto algo parecido, Madonna veio actuar em São Paulo mas a cidade parece ignora-la, do aeroporto ao hotel apenas um encarte que acompanha a Rolling Stone (versão Brasil) fala da rainha), nada de outdoors, cartazes, flyers e outro tipo de publicidade! na manhã do grande dia passeamos pelo centro e nada de novo, no metro não se via nada até que a certa altura lá nos cruzamos com a menina dos olhos verde vestindo a t-shirt com os dizeres Madonna, Sticky & Sweet Tour 2008. primeira luz ao fundo do túnel.

a meio do dia, lá fomos até ao Estadio do Morumbi o que não foi uma descoberta fácil porque não havia nenhum tipo de informação que indicava o pessoal como e onde apanhar o transporte para o estádio. mas quem tem boca chega lá.
só no onibus (é, aqui não há camioneta) notava-se a presença de Madonna em São Paulo, as bandeiras, as t-shirts, os óculos e as conversas não deixavam duvida alguma, as meninas também vão para lá.
depois de horas de espera, surgiu o delírio no instante em que os portões foram abertos... correria para o lugar mais próximo do palco e ai nada mais tínhamos a fazer se não esperar. então, esperamos, esperamos, esperamos e esperamos... continuamos esperando, esperando e esperando até que o pessoal começou a desesperar porque já passava da hora da entrada do Dj! por vezes as estrelas têm destas coisas, desrespeitam um pouco toda essa multidão que é nada menos do que o factor chave da sua existência. ao fim de quadro musicas do tal Dj, já ninguém o queria lá e os gritos se fizeram sentir:
Madonna, Madonna, Madonna, Madonna, Madonna, Madonna...
mas ela não surgiu!
esperamos mais até surgirem os técnicos de som. delírio, ela vem ai.

nem me lembro para onde é que estava olhando quando de repente fez-se a escuridão no meio de tantos gritos e pulos...
a rainha veio por baixo naquela cadeira típica de quem tem o poder. 
assim que ela abriu a boca, não acredito que ainda existiam pessoas aborrecidas com o atraso do início do show, a menina segurou-nos as mãos e levou-nos ao céu! aos cinquenta é gostoso ver como aquela mulher se movimenta, inacreditável aquela força, impossível aqueles movimentos, Madonna é única.
quem desenha um palco daqueles?
quem escolhe o guarda roupa dos bailarinos?
quem cria a coreografia do show?
quem edita as imagens do telão?
quem descobriu aquela banda de gringos que surgiu ao palco?
quem disse a rainha que tinha de usar aqueles lindos calções vermelhos?

enfim, muitas perguntas para tantas coisas boas.
pessoalmente, Miles Away foi o ponto mais alto do concerto mas também ouve furor quando pisou e abusou da sua última relação, recados fortíssimos directo para o ex marido e para a escumalha de lideres que não merecem ter o poder em contraste com aqueles que são excepcionais. amei a imagem de Mandela, mas pelos gritos dos de mais não há duvidas, o homem do momento é Obama.

no final, já nem me lembrava das horas de espera simplesmente porque não havia espaço na mente para tal.
Madonna, thank´s for all. 

mau: falta de informação para quem precisava chegar ao estádio.
muito mau: as estrelas deveriam respeitar mais os fãs, aquele atraso não pode ser.
muito muito mau: inacreditavelmente para uma cidade como São Paulo. os transportes públicos não funcionaram em condições no regresso a casa!
muito muito muito bom: o público não se calou em momento algum!

4 comentários:

joao disse...

Madonna é sensacional!

Aqui em São Paulo já estamos acostumados a receber artistas famosos que nem espanta mais, e também existe uma lei que proíbe a colocação de muitos cartazes e coisas do tipo.

Voltando a Madonna, c/ a grana que ela tem qualquer mulher fica gostosona, aí é fácil!

Abraços

Anónimo disse...

Fui ver o show, gostei mas acho que ela tá repetitiva, ou serei eu que esperava mais!

Verdade, c/ a grana dela até a minha neguinha que lindona e eu não troco p/ outra iria ficar mais gatosa, hahahahaha!

Grana move o mundo e ilude p/ caramba.
Fazer o que, nós gostamos disso, hahahaha!

Maneiro teu blog.

Pedro L. S P

Anónimo disse...

Ih, aqui no Brasil temos um montão de mulher que colocam a Madonna no chinelo, só tá faltando p/ elas uma oportunidade, de funkeira a sambista um mulheril nota 10.
Aqui é um celeiro.

A moça aí, tem o seu valor. rsrsrs

Gé D.

aline de cast. disse...

Olá,

Gostei do show.

Agora vencer na vida é fácil quando se abre as pernas as portas também se abrem, mas nem todas querem isso, ok
Na real a homarada gosta de puta, p/ mim ela é uma que se deu bem.
Só não vale falar mal de xe marido, tá c/ nada.

ela é show!